Chevrolet Marajó

No ano de 1981, o mercado brasileiro passou a contar com mais um grande modelo. Trata-se de uma perua feita em cima do Chevette, que até então, ainda era produzido pela Chevrolet. Essa perua chegou ao mercado com o nome de Marajó, e não demorou muito para que ela caísse no gosto da população brasileira.

Aqui em nosso querido Brasil, ela disponibilizava quatro incríveis versões. Entre elas estava a versão L, que representava o luxo, mas não parava por aí, pois o modelo ainda contava com a SL, que era o super luxo. Isso sem falar das duas séries especias, que era a SE (Special Edition) e a SLE, que era o super luxo especial.

Chevrolet Marajó

Chevrolet Marajó

Com estas quatro grande versões, deve ter ficado bem claro, que o Chevrolet Marajó, tinha o objetivo de chegar ao mercado e competir com os modelos de luxo, pois até os nomes de suas versões deixam isto bem claro.

Na parte interna, o luxo era garantido, mas nem todo luxo poderia compensar um motor fraco. Por isso este Chevrolet, contava com duas opções de motor, uma 1.4 e a outra 1.6.Vale a pena lembrar que ssas duas opções ainda podiam ser escolhidas nas versões álcool ou à gasolina, o que na época já fazia muita diferença também.

Mas mesmo com todo o seu luxo, o Marajó teve sua produção encerrada em 1989. É que o modelo deveria dar espaço, para que a marca passasse a produzir a segunda geração do Kadett. Pra piorar aqui no Brasil, ainda veio uma perua com o nome de Ipanema.

Deixe sua opinião