Jeep Wrangler

O modelo idealizado na 2ª Guerra Mundial para superar as adversidades trazidas pelas bombas e terrenos difíceis permanece e cresce até hoje no mercado de modelos 4×4.

O Jeep Wrangler em sua mais recente versão, apresentada em 2007, alia a potência necessária para modelos específicos para trilhas e o conforto de um carro para ser usado na cidade. Dono de um estilo único, o Wrangler foi pouco modificado desde sua versão inicial, mantendo suas linhas fortes e aspecto robusto. Porém trouxe melhorias que o tornaram indicado para diversos tipos de consumidores: adquiriu direção hidráulica, air bags, freios ABS, controle de estabilidade e teve o comprimento e largura ampliados.

Wrangler

Jeep Wrangler

Jeep Wrangler mantém bem semelhante à versão original

Na parte interior, o carro ganhou uma dosagem de luxo com o painel e volante revestidos em couro, som com 6 alto-falantes e banco do motorista com regulagem de altura. É possível adquirir o carro com ar condicionado, mas uma das características é a possibilidade de remoção completa ou parcial da capota, que pode ser dividida em três peças, sem necessidade de ferramentas. O assoalho possui sistema de escoamento para o caso de chuva e os bancos são revestidos com material impermeável.

Jeep Wrangler – Interior

Jeep Wrangler

Painel e volante em couro

O desempenho em trilhas e estradas difíceis fica bem garantido com o motor V6 3.8 litros, que gera 199cv de potência, distância considerável do solo, que torna os obstáculos mais fáceis de serem vencidos e melhora a agilidade do carro em qualquer tipo de terreno, suspensões dianteiras e traseiras que mostram grande flexibilidade e boa capacidade de imersão, uma vez que as partes mais sensíveis são colocadas nas partes mais altas do motor.

Jeep Wrangler

Capota remodelável

Um dos poucos pontos negativos do modelo é o preço das peças, que são um pouco mais altos, por serem importadas. Este defeito porém é recompensado pelo preço médio do Jeep: R$110.000,00.

Deixe sua opinião