Dicas para vender seu carro usado

Quem vai vender seu carro, independente do motivo da venda, deve ficar atento a alguns pontos para fazer uma negociação de preço e condições satisfatórias. Alguns pontos devem receber maior atenção na hora da venda, como:

Preço

Antes de mais nada é necessário fazer uma extensa pesquisa de mercado e procurar por modelos semelhantes ao seu, para que seja possível definir a média de valor que o seu carro tem no mercado atual. Um bom começo de pesquisa é consultar a tabela FIPE e pesquisar o modelo de seu carro e ano. A partir daí você já terá uma ótima base de comparação e bastará apenas equilibrar o valor de mercado com a média de valor que você espera adquirir.

Conservação

Obviamente, quanto melhor o estado de conservação do seu veículo, melhor será seu preço e tempo de venda. Desta maneira, vale a pena investir em pequenos reparos e melhorias no carro, como troca de correias antigas, troca da placa (caso esteja velha ou amassada), limpeza profissional do interior do veículo, troca dos pneus carecas. Tudo isto é importante não apenas para aumentar o valor do carro, mas para deixar a impressão de cuidado com o veículo, o que pode ser decisivo para alguns compradores. Jamais opte por fazer “maquiagens” no veículo, pois isso pode se tornar uma dor de cabeça caso no futuro o carro apresente problemas e o comprador o procure para resolvê-los.

Venda de carros

É importante escolher qual modo de venda te atenderá melhor

Veículo de venda

Você pode optar por uma loja de carros usados de confiança, com a qual fechará um acordo e onde deixará parte do seu valor de venda. Caso esta opção não seja a melhor, é possível anunciar na internet e em jornais especializados. Vale lembrar que esta opção cobra seu preço: você deverá estar disponível para mostrar o carro e negociar a venda sozinho.

Documentos

É muito importante tratar da transferência do carro, para evitar problemas futuros como multas do novo dono chegando em seu endereço. Para isso, somente após o recebimento do valor da venda, você deve preencher o CRV – Certificado de Registro de Veículo. É de extrema importância que sua assinatura seja autenticada e a data da venda seja preenchida corretamente. Fique atento, e jamais carregue este documento sem necessidade ou entregue-o em branco ao comprador ou despachante.

Além do preenchimento do CRV, o vendedor deve informar ao DETRAN sobre a venda do veículo, bastando entregar cópia autenticada do comprovante de transferência em algum posto do DETRAN em sua cidade. Se no prazo de 30 dias a contar da data da venda o comprador não fizer a transferência, você deve bloquear o veículo junto ao DETRAN.

É importante que você tenha posse de cópia autenticada de toda a transação de venda. Tomadas todas as providências, sua venda poderá ser efetuada sem nenhum problema.

Deixe sua opinião