É melhor usar gasolina comum ou aditivada?

Em algum momento, você já deve ter se encontrado a caminho do posto de gasolina quando surgiu a dúvida: é melhor usar gasolina comum ou aditivada? Se isso já aconteceu com você, não se preocupe, pois você não é o único.

O que você não sabe, provavelmente, é que a escolha errada pode acarretar em problemas pequenos como um mal aproveitamento do motor e em problemas mais sérios também, como problemas mecânicos. Se um carro que está acostumado a “beber” gasolina comum há anos for abastecido repentinamente com gasolina aditivada, os carburadores e os bicos injetores do veículo podem entupir.

O que é gasolina aditivada?

A gasolina aditivada nada mais é do que a gasolina comum com aditivos dispersante e detergente. Eles servem para manter o sistema de alimentação de combustível limpo. Esse sistema inclui as válvulas de admissão e os bicos injetores.

No Brasil, a gasolina comum e a gasolina aditivada possuem a mesma octanagem: 87. Octanagem é o nome dado a resistência do combustível à pressão que ele sofre dentro da câmara de combustão do motor. Quanto maior a octanagem, maior a potência que o motor pode trabalhar sem sofrer danos.

Como saber se é melhor abastecer meu carro com gasolina comum ou aditivada?

Essa é uma pergunta complexa e vários aspectos devem ser analisados antes de respondê-la. Nossa primeira dica é bastante simples: pensando na relação custo-benefício, se seu veículo rodará por grandes cidades onde o trânsito é caótico e andar e parar toda hora é comum, vale mais a pena abastecê-lo com gasolina aditivada. Por outro lado, se seu veículo irá conduzi-lo por uma grande viagem por uma autoestrada, mantendo a velocidade média alta e não parando com frequência, nesse caso, a melhor opção é abastecê-lo com gasolina comum.

É melhor usar gasolina comum ou aditivada?

A gasolina aditivada nada mais é do que a gasolina comum com aditivos dispersante e detergente

Outra dica interessante e extremamente simples é consultar o manual do proprietário de seu veículo para checar qual é o tipo de combustível recomendado para o mesmo. O fabricante define a potência do carro no projeto do motor. Isso significa que o desempenho do mesmo dependerá do combustível utilizado.

Como dissemos logo no começo desse post, abastecer repentinamente com gasolina aditivada um carro acostumado com gasolina comum pode provocar alguns danos. No entanto, caso você queira mesmo fazer a troca, recomenda-se uma mistura gradativa dos combustíveis. Abastecer o veículo 100% com gasolina aditivada pode provocar uma limpeza súbita do sistema de alimentação de combustível, acarretando em entupimentos e, consequentemente, mau funcionamento do veículo. Você pode começar com uma mistura que leva 10% de gasolina aditivada e 90% de gasolina comum. A cada novo abastecimento, eleve o percentual da gasolina aditivada até atingir 100%.

Deixe sua opinião